quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Pride and Joy

Quando eu era pequeno e achava a vida chata como não podia ser homossexualismo era coisa preocupante. Hoje em dia é coisa plenamente aceitável. Longe de ter uma visão preconceituosa sobre o tema, mas, concordo com um amigo de mui longa data que diz que vai se preocupar de verdade quando passar a ser recomendável e mais ainda quando se tornar obrigatório.

Seja como for, tem coisas estranhas na evolução do homossexualismo através do tempo. No tempo que era preocupante, homossexualismo era coisa de macho. Raramente se viam homossexuais femininas. Aliás, eram tempos em que a lésbica era chamada de entendida. Só nunca entendi direito o porque. Homossexual masculino era transviado ou bicha, qual o Zezé que mantinha sua cabeleira.


No final da década de 70, o homo masculino virou viado, a feminina virou sapata. Anos 80 e surgiram os gays (comum de dois gêneros) e as sapatas. Nos anos 90 as sapatas viraram lésbicas e os gays viraram boiolas. E então ganharam a Simpatia dos demais. Já dizia o sábio bloco de carnaval "Simpatia é quase amor!". Daí, no final, descacetou tudo! Quem não saiu do armário deixou a porta aberta! Hoje tem gay, lesbica, simpatizante, transgenero, transex, pansex. Ô saudade do tempo que a vida era simples. Havia tão somente homem, mulher, viado e sapata e no frigir dos ovos, a grande diferenca entre homossexual e viado era que homossexual era quando acontecia na nossa familia e viado quando acontecia na familia dos outros.


Uma coisa que eu nunca consegui entender com relação a homossexualismo é: porque o cara tem que ser afetado pra dar a bunda? O cara não poderia ser homossexual sem dar tanta pinta, como por exemplo o Traficante gay? Os discursos anti-preconceito pecam exatamente nisso. Pedem que se trate igual a todos respeitando as diferenças. Oras, trata-se igual o que se parece igual, não o que se parece diferente.


Independente disso, tenho minha teoria. Creio que o jeito afetado não seja fruto da opção sexual, mas sim da experiência sexual! Explico: apesar de macho, acredito - quer dizer, macho não acredita! Macho leva uma fé - boto uma fé naquele lance de acupuntura, pontos de do-in, shiatsu e outras paradas bizarras. Acho que tem algum feixe nervoso ou meridiano que passa pelo fiofó que se liga direto ao centro da fala. Quando o cara dá o dito sujo - quer dizer - o dito cujo, o atrito com o tal feixe nervoso afeta o jeito do cabra andar e falar. Ou seja, uma catucada torta na regiao furicular e o cabra passa a se comportar como cabrita. Repare bem que, mulher que dá o roscofó fala de um modo semelhante ao boiola.


Por estas e outras, rezo diariamente no avanço da medicina com relação aos exames de próstata por metodos menos invasivos. Imagina se eu pego um médico fazendo residência, que ainda não tem a manha do feixe nervoso do buraquinho nervoso e eu acabo saindo do consultório falando "Sevetsse....Quêszo Scedar...Sicletsi..." e levar fama de viado sem dar meu brioco?!?! Ô derrota!


Outra coisa que não entendo são as passeatas de orgulho gay! O cara tá lá que nem a éguinha pocotó, com um macho barbado grudado nele lhe mandando 20 cm de chouriço rabisteco a dentro e o cara ainda tem orgulho disso? O cara anda com aquela bermudinha grudadinha, blusinha, consegue diferenciar mais de 6 cores (algumas com nomes que tem que fazer biquinho) e tem orgulho disso? Porque os machos não tem orgulho de serem machos? Será que orgulho é coisa de viado?


Na verdade, acho que antes que queimar a rosca passe de aceitável a recomendável ou obrigatório, nós os heteros deveríamos nos mobilizar. Proponho que criemos no próximo ano a Primeira Passeata do Orgulho Macho! Seria um evento sóbrio onde os machos caminhassem e mostrassem à sociedade o orgulho de ser heterossexual e motivar as futuras gerações de cuecas.


Abaixo, uma proposta de roteiro do movimento aqui no Rio de Janeiro:

  • 08:30 - Concentração na rua Buenos Aires em frente à wiskheria midnight;

  • 08:32 - Início da Passeata;

  • 08:45 - Bandalha na Presidente Vargas com Uruguaiana pra pegar a Pista sentido zona norte;

  • 09:30 - Parada em frente à prefeitura na Cidade Nova com realização de 1 minutos de silêncio em memória da Vila Mimosa que foi removida para dar lugar a um órgão onde pudessem ocorrer sacanagens muito mais pesadas: a própria prefeitura.

  • 10:31 - Fuck-Break nos bares da atual Vila Mimosa nos arredores da Praça da Bandeira!

  • 12:00 - Almoço (4 opções de cardápio: Feijoada, Rabada, Angu ou Bife com Fritas)

  • 15:00 - Término do cochilo pós-almoço. Partida para a segunda parte da passeata.

  • 16:00 - Chegada ao final da passeata, em frente ao Maraca para assistir um Flamengo e Vasco.

  • 17:45 - Porradaria de confraternização, com participação dos PMs do batalhão de choque.

Apesar de uma agenda tão festiva, o evento nunca conseguiu virar a esquina. Nem mesmo o ímpeto clamado pelo símbolo do movimento do orgulho macho(uma bandeira com um arco-iris de macho, isto é com uma faixa preta e outra branca) conseguiu mobillizar a passeata além da primeira esquina. Nem mesmo a presença de carros de combate da Policia do Exercito ou a animada fanfarra da Banda Sinfônica dos Fuzileiros Navais fazendo a trilha sonora do evento conseguiu arrebanhar os ativistas. Nem mesmo os shows de Ícones MPB macha como Dicró, Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Latino e Mr Catra cairam nas graças do público da passeata.

Penso seriamente que para o próximo ano, devamos mudar o local de saída da passeata ou pedir ao dono da Whiskeria que dê folga a suas funcionárias no horário da concentração do evento.


[]s

O Carioca



11 comentários:

  1. Sensacional meu querido!! Dou meu apoio à passeata do orgulho macho!!Só não concordei muito com o jeito que a mulher que dá o dito cujo fala..heheheh!!

    ResponderExcluir
  2. Oi,complicado Carioca!Primeiramente:vc some,fica tempo enorme sem postar,eu venho aqui direto e o mesmo post acumulando poeira e comentários.Aí penso:desistiu,morreu,casou,nasceram as trigêmeas,ta morando com a sogra,escafedeu-se,alistou-se e foi parar no Afganistão...E paro de vir.Aí você renasce das cinzas e me dá bronca pq não apareço?Fala sério!Bom,o importante é que vc,finalmente,postou.Eu vim,ta vendo,ingrato?Bom,segundamente:concordo em gênero,número,grau e cores:alguns homos masculinos se portam de maneira diferente e querem ser tratados como iguais.Fazem questào de falar com voz de falsete,fazer biquinho e bater as pestanas -coisa que mulher não faz- e querem tratamento igual ao dos homens com pinta de homem.Impossível! Se querem parecer caricaturas serào tratados como tal.Assim tb como as homos femininas:se tiverem comportamento de caminhoneiro não serào tratadas como mulheres.Phodam-se.Detesto gente que força estilo.Coisa + brega! Terceiramente:quer dizer que quem dá o orifício furículobundar fala e anda diferente?E vê mais de 6 cores?Ahn... E eu que pensava que o lilásfosforescente fosse visível a todos os não cegos!Dancei!hehehe.Orgulho macho,né? Com direito a coçar o saco e cuspir de banda? Me poupe,Carioca!
    Bjocas mis

    ResponderExcluir
  3. Continua ainda a passeata das bichas...valha-me deus que é meu pastor e nada me faltará,dizem.
    Estou esperando que vc apareça.

    ResponderExcluir
  4. Ô Carioca,homi de deuso,vc foi lá em "casa" e aqui não postou nada? Pq,hein? Eu queria tanto te sacanear!Isso não se faz!E,além disso,não aguento mais ver essa passeata.Já virou imobilizata,ta sabendo? Vê se escreve qualquer coisa,menino!
    Bjocas saudosas,blogueiro bissexto.

    ResponderExcluir
  5. Vc começou engraçado, crítico e terminou pejorativo e forçoso, já tinha perdido a graça, começou a falar merda!
    O que o movimento gay busca é a liberdade, a liberdade de homens q gostam de homens se vestirem do jeito q qzerem e o mesmo se aplica às lésbicas.

    ResponderExcluir
  6. Rose:

    Antes de qualquer coisa, não veja o texto como uma crítica aos gays e congêneres, mas como uma crítica aos comportamentos extratificados e diametralmente polarizados (ou não, como diria Caetano).

    Não veja a passeata do orgulho macho como um comportamento correto em antagonismo a um suposto comportamento incorreto, mas, como uma crítica aos extremismos que o preconceito nos "força a cometer".

    Você já parou pra imaginar uma passeata de orgulho macho? Que coisa ridicula seria? Como não acabaria parecendo uma coisa meio Village People!

    Ou seja, não encare o blog como um palanque, mas como uma fogueira onde queimar seus proprios preconceitos. Já parou pra pensar que tomar partido precipitadamente também é uma forma de preconceito?

    []s
    O Carioca

    ResponderExcluir
  7. ahahahahaha bem utóppico mas gostei meu caro! bju

    ResponderExcluir
  8. Acho que você é gay.

    ResponderExcluir
  9. E pior, um gay não realizado.

    ResponderExcluir
  10. Tb não entendo tanta 'afetação'. Só sei que as bichas se proliferam muito mais rápido do que qualquer família convencional, haja vista o número de mulheres solteiras dando mole por aí. Mas o que me incomoda de verdade é saber que a maioria é resultado da falta de orientação sexual.
    Conheço adolescentes que mal definiram seu caráter, mal sabem que existem no mundo e já levam uma vida sexual 'aberta' demais.

    Da Renata,
    Que para por aqui antes que fique com fama de careta e provinciana! rs

    ResponderExcluir
  11. Assim xD .. o texto é bem engraçado .. mas seria irônico dizer que nosso preconceito é gerado também pelos “Gays afetados”, porque, teoricamente, existem também os “Héteros afetados”, mas quando o cara é hétero a gente não chama ele de afetado, a gente zoa com ele ou diz que é retardado, só que quando é gay chama mais atenção.

    Acho que a maioria dos afetados, tanto gays ou héteros, é assim só pra chamar atenção .. ninguém pode viver assim, penso eu, imagina no trabalho? Você contrataria alguém que sai por ai gritando, olhando esquisito e zoando com tudo?

    Quando ao.. orgulho hétero ... XD não existe algo semelhante a isso? Se chama ... Corrida da Cerveja, tem aqui em Brasília, não sei quanto há outros lugares... o que mais tem é hetero andando pra la e pra ca passando por barzinho e enchendo a cara, só faltou o sexo louco .. masss.. as mulheres poderiam ate ficar com vontade, mas a cerveja broxa os homens. (ps.- tem pesquisas que comprovam xD)

    ResponderExcluir